Nossas redes sociais

Digite o que você procura

Saúde

Covid-19: aumento de casos não deve elevar número de óbitos

A declaração é do ministro da Saúde, Marcelo Queroga

Nos próximos dias serão distribuídos 14 milhões de testes

O ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, disse acreditar que o avanço da covid-19 no Brasil deverá ter desempenho similar ao de alguns países europeus, apresentando aumento de casos mas sem aumentos significativos no número de óbitos, em termos proporcionais. Queiroga disse também que, nos próximos 15 dias, serão distribuídos 14 milhões de testes rápidos de antígenos.

“Em janeiro vamos distribuir 40 milhões de testes rápidos de antígenos. Destes, 14 milhões nos próximos 15 dias. É necessário que tenhamos novamente o empenho dos municípios para fazerem essa testagem na atenção primária e enviar esses resultados ao Ministério da Saúde, para que tenhamos visão da evolução da pandemia”, disse Queiroga hoje (10/1) ao chegar no ministério.

Segundo o ministro, não está sendo observado, no país, “aumento proporcional no número de óbitos”, por conta da doença. Nesse sentido, acrescentou, o Brasil deverá ter, “desempenho semelhante ao que ocorre em países da Europa como Espanha, Reino Unido e França, onde houve incremento de casos mas não houve subida de óbitos”, disse. “Mas temos de esperar a evolução da pandemia para termos posição mais definitiva sobre o tema”, acrescentou.

Queiroga reiterou que o ministério tem provisões e estoques reguladores que garantem o abastecimento de estados e municípios “com aquela capacidade máxima de consumo que houve no pico de pandemia por um período de três meses”. “Temos cenário pandêmico de certa incerteza, em face da variante Ômicron, mas temos a esperança de que não haja uma explosão de internações hospitalares, nem aumento proporcional de óbitos porque nossa população está fortemente vacinada”.

Ele lembrou que o total de leitos aumentou de 23 mil, antes da pandemia, para 43 mil, no período de pico da doença. “Então, no pior cenário, temos capacidade de duplicar os leitos de terapia intensiva, se esse for o caso. Mas é necessário também que municípios e estados nos informem para garantir que não faltem insumos estratégicos, como oxigênio e kits de intubação”, complementou.

De acordo com o ministro, ainda hoje o governo deverá ter uma definição sobre a questão da quarentena, de forma a encurtar o período necessário para aqueles que contraíram a doença. Queiroga informou, também, que a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) encaminhou sugestão para flexibilizar a restrição dos cidadãos da África e dos países vedados em função da variante Ômicron. Agência Brasil

Leia também

Geral

O aumento no número de internações já levou 12 estados à zona de alerta intermediário, em que entre 60% e 80% dos leitos de...

Notícias

O número de internados em leitos clínicos é 57% superior aos dados da semana passada

Geral

Entre as medidas, está a proibição de aglomerações em praças ou outros locais públicos.

Geral

Um decreto com validade de 15 dias terá restrições a eventos sociais e eventos esportivos, entre outras medidas.

Geral

A AMCENTRO deverá anunciar nos próximos dias novas medidas restritivas para conter o avanço da Covid-19 na região

Saúde

Apesar do avanço da doença, não há internações de pessoas infectadas em hospitais.

Geral

Nesta semana, a média móvel de casos confirmados da doença aumentou 71% no Rio Grande do Sul.

Geral

A frase foi 36% mais pesquisada do que a segunda dúvida: “Qual a melhor vacina?”

Geral

O último evento no local aconteceu em 15 de maio de 2020.

Geral

Para pessoas com o diagnóstico para Covid-19 e que não tenham o esquema vacinal completo, o isolamento domiciliar continua em dez dias.

Geral

Ele havia se submetido a exame RT-PCR quando soube que o seu namorado estava infectado pelo coronavírus.

Notícias

Número é recorde diário desde o início da pandemia

Geral

O secretário da Saúde Bruno Pinheiro, falou em nome dos trabalhadores da saúde no Município.

Geral

Para quem chegou ao sétimo dia e ainda tiver com sintomas do vírus, a recomendação é manter o isolamento

Geral

A informação foi divulgada agora a pouco pelo secretário da Saúde Bruno Pinheiro.

Saúde

Na quinta-feira, foi confirmada em Aparecida de Goiânia (GO) a primeira morte por esta variante no Brasil.

Saúde

60 moradores estão em monitoramento nesta sexta-feira, dia 7 de janeiro