Nossas redes sociais

Digite o que você procura

Geral

Robinho é condenado a nove anos de prisão na Itália por violência sexual

A vítima diz que foi embriagada e abusada sexualmente por seis homens enquanto estava inconsciente.

Os defensores dos brasileiros dizem que a relação com a vítima foi consensual. Foto: Reprodução Santos FC

O atacante Robinho (37) e seu amigo Ricardo Falco, foram condenados pela Justiça italiana em última instância nesta quarta-feira (19/1), a nove anos de prisão por violência sexual . A sentença deverá sair em 30 dias.

O julgamento ocorreu na Corte de Cassação de Roma, que no ordenamento jurídico italiano é equivalente ao Supremo Tribunal Federal no Brasil. Robinho e seus advogados apresentaram nesta manhã o último recurso, que foi negado pela corte italiana.

Robinho e outros quatro brasileiros acusados, participaram do estupro, agora confirmado em todas as instâncias do Judiciário italiano, de uma jovem de origem albanesa em uma boate na cidade de Milão, em 2013.

A vítima diz que foi embriagada e abusada sexualmente por seis homens enquanto estava inconsciente. Os defensores dos brasileiros dizem que a relação foi consensual.

Mesmo com a condenação em última instância, Robinho e Falco não poderão ser extraditados para a Itália, já que a Constituição de 1988 proíbe a extradição de brasileiros.

Leia também