Nossas redes sociais

Digite o que você procura

Agronegócio

Chuvas da última semana beneficiam desenvolvimento das culturas de verão

O cenário de comprometimento das pastagens continua se intensificando após mais um período de chuvas com volumes insignificantes.

As chuvas ocorridas na última semana permitiram a retomada da semeadura do milho, que já atinge 98% da área total estimada, especialmente em sucessão às lavouras de fumo ou em plantio escalonado, prática tradicional mais ao Sul do Estado.

De acordo com o Informativo Conjuntural, produzido e divulgado na quinta-feira (3/0) pela Gerência de Planejamento da Emater/RS-Ascar, vinculada à Secretaria da Agricultura, Pecuária e Desenvolvimento Rural (Seapdr), a reposição parcial de umidade nos solos beneficiou igualmente as lavouras em estágios de desenvolvimento vegetativo (10%), florescimento (7%) e enchimento de grãos (20%), que totalizam 37% da área cultivada. Os cultivos em maturação alcançam 21% e apresentam estimativa de redução na produtividade inicial. A colheita evoluiu para 42% das lavouras, consolidando perdas ocasionadas pela estiagem ao longo do ciclo do cereal.

O mesmo período foi caracterizado pela presença de baixos acumulados de chuva em todas as regiões do Estado e também favoreceram o desenvolvimento da soja pelo aumento do teor de umidade do solo e redução das altas temperaturas. O plantio está praticamente concluído (99% da área total estimada). Os cultivos avançam no ciclo e 22% já chegaram na fase de enchimento de grãos, 43% em floração e 35% ainda estão em germinação e desenvolvimento vegetativo. Produtores aproveitaram as condições do tempo mais favoráveis para realizar tratos culturais.

As condições de tempo entre 24 e 31/01 foram um pouco mais favoráveis que as ocorridas desde o início de janeiro de 2022. As temperaturas excessivas reduziram no momento que a cultura apresenta 58% da área em estágios reprodutivos: floração (36%) e enchimento de grãos (22%), enquanto que 5% da área já está em maturação e outros 37% ainda em germinação e desenvolvimento vegetativo. Também houve ocorrência de chuvas, mal distribuídas, mas que proporcionaram uma reposição parcial de mananciais, em algumas regiões produtoras, que apresentavam dificuldades na irrigação. 

Olerícolas

Na regional da Emater/RS-Ascar de Bagé, continua o quadro de redução na oferta de hortaliças na Fronteira Oeste devido à falta de água para irrigação e às temperaturas elevadas. Em São Borja, produtores são orientados a realizar a limpeza das áreas de cultivo, adubação e preparo dos canteiros para realização dos plantios logo que as condições de umidade e temperaturas estiverem mais adequadas. Em Quaraí, relatos indicam grande estresse devido ao clima adverso, com dificuldade para a produção de folhosas e tubérculos. Os plantios de tomate e pimentão estão em fase final de colheita.

Frutícolas

Na regional administrativa da Emater/RS-Ascar de Ijuí, a oferta de melancia e melão está reduzida com a finalização do ciclo das lavouras semeadas em setembro. Permanecem em colheita as lavouras implantadas em outubro e novembro, mas com redução do tamanho dos frutos. Aumentou a incidência de míldio nessas culturas. Laranjeiras e bergamoteiras com aumento dos sintomas de estresse hídrico: murchamento e queda de folhas e frutos. Morte de plantas que foram transplantadas em agosto do ano passado. Preços estáveis, exceto o melão, que ficou em média a R$ 4,00/kg e do morango que aumentou para R$ 19,40/kg.

Pastagens

O cenário de comprometimento das pastagens continua se intensificando após mais um período de chuvas com volumes insignificantes. Em localidades onde ocorreram precipitações, as pastagens anuais e perenes de verão iniciaram o rebrote, porém ainda não não capaz de suportar o pastoreio.

Em algumas regiões, o perigo do fogo nas áreas de campo nativo permanece alto, sendo alvo de constante preocupação, devido o risco de perda de grandes áreas de pastagem, bem como da ocorrência de morte de animais ou danos em benfeitorias.

Fonte: Seadpr/RS

Leia também

Agronegócio

Os preços do milho estão em queda em parte das regiões brasileiras, influenciados pela menor demanda. Na parcial deste mês (entre 29 de abril...

Agronegócio

O dinheiro é direcionado aos pequenos produtores rurais da agricultura familiar afetados pela seca ou estiagem.

Agronegócio

Os recursos vão contemplar produtores do Rio Grande do Sul, Santa Catarina, Paraná e Mato Grosso do Sul, quatro estados atingidos pela estiagem.

Agronegócio

Os volumes previstos deverão oscilar entre 20 e 45 mm na maioria das regiões

Agronegócio

No domingo (27/2), a chegada de uma frente fria vai provocar chuva, com possibilidade de tempestades isoladas em todo Estado.

Agronegócio

O encontro contou com a participação do governador Eduardo Leite, parlamentares federais e estaduais, prefeitos, presidentes de sindicatos rurais e representantes de entidades representativas...

Geral

Ao todo, 20 produtores rurais serão beneficiados com a construção de microaçudes nos dois municípios.

Agronegócio

Os volumes previstos deverão ser inferiores a 10 mm na Campanha, Região Central e na Fronteira Oeste.

Geral

O temporal que caiu em Petrópolis, na região serrana fluminense, na última terça-feira (15), deixou pelo menos 104 mortos, segundo informações divulgadas hoje (17) pela...

Agronegócio

A produção da soja ficou projetada em cerca de 11,1 milhões de toneladas, 43,8% a menos que o estimado inicialmente. A perda econômica com...

Agronegócio

Tupanciretã é o maior produtor de soja do Rio Grande do Sul. Na safra 2020/21, foi responsável pela produção de 495 mil toneladas do...

Agronegócio

Nos próximos dias, as linhas de crédito emergenciais para auxiliar os pequenos produtores devem ser liberadas.

Agronegócio

O levantamento está sendo feito a partir de questionários disponibilizados aos Sindicatos Rurais do estado que usam como base dados da Emater/RS, da rede...

Agronegócio

O encontro reuniu representantes de entidades vinculadas aos pequenos agricultores.

Agronegócio

Somente nas 20 mil hectares de soja cultivadas no município as perdas devem chegar a R$90 milhões.

Agronegócio

No Estado são 253 mil propriedades atingidas pelos efeitos da estiagem.

Agronegócio

Nas próximas semanas, a passagem de duas frentes frias provocará chuva na maioria das regiões.