Nossas redes sociais

Digite o que você procura

Saúde

Anvisa autoriza uso emergencial de coquetel contra a covid-19

Medicação deve ser usada no início dos sintomas da doença.

O uso emergencial foi autorizado por 12 meses.

A Diretoria Colegiada da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) aprovou o uso em caráter emergencial de um novo coquetel de anticorpos para o tratamento de pacientes com covid-19. A área técnica e os diretores avaliaram que o uso combinado dos medicamentos Banlanivimabe e Etesevimabe, da empresa Eli Lilly do Brasil, para casos em estágios iniciais traz benefícios, ainda que permaneçam algumas incertezas.
Os anticorpos objetivam neutralizar o vírus antes que ele entre na célula. Conforme análise dos técnicos da agência, eles têm potencial de eficácia maior quando empregados conjuntamente do que no uso individual.
De acordo com as equipes de análise da agência, quando utilizados juntos, os dois medicamentos podem reduzir em até 70% a incidência da covid-19. Tal eficácia se daria em pacientes que ainda não tenham evoluído para quadro grave e tenham alto risco de progressão.
O termo “alto risco” envolve pessoas com condições de saúde como idade avançada, obesidade, doença cardiovascular, diabetes mellitus tipos 1 e 2, doença pulmonar crônica, doença renal crônica, doença hepática crônica ou imunossuprimidos.
A orientação é que a aplicação seja feita em hospitais, em razão da estrutura disponível e dos profissionais que realizam o procedimento. A Anvisa não indicou o uso em pacientes com quadros graves, situações em que o coquetel pode agravar o problema. Os remédios não poderão ser comercializados.
O uso emergencial foi autorizado por 12 meses. O tempo de espera para uso do coquetel, após aberto, não pode ser superior a 24 horas em ambiente refrigerado e sete horas em temperatura ambiente.
“Durante a emergência de saúde pública, a autorização emergencial é instrumento regulatório para fomentar tempestivamente opções terapêuticas mesmo em face de um produto em desenvolvimento clínico”, declarou a diretora Meiruze Freitas.
“A partir dos dados apresentados, os benefícios conhecidos e potenciais dos medicamentos quando utilizados em uso emergencial superam os seus riscos”, complementou o também diretor Alex Campos. Agência Brasil.

Leia também

Geral

Em função de um pico de contágio por covid-19 observado no Estado, o governo emitiu, pela quarta vez consecutiva, Avisos para todas as 21...

Geral

A média móvel de casos de covid-19 chegou a 30.487 notificações diárias, maior número desde 26 de março, segundo o painel de dados Monitora...

Geral

O Comitê Científico do Estado de São Paulo recomendou a volta do uso de máscaras em estabelecimentos fechados. A medida não é obrigatória, exceto...

Geral

Em abril, a Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) Minas alertou para a importância da dose de reforço em todas as pessoas.

Saúde

A diretora do Hospital Municipal Dr. Getuinar Davila do Nascimento (HMGDN) em São Pedro do Sul, Cristiane Gallina, o médico regulador da secretária de...

Geral

As farmacêuticas Pfizer e BioNTech disseram, nesta segunda-feira (23/5), que três doses de sua vacina contra a covid-19 geraram forte resposta imune em crianças...

Saúde

O Ministério da Saúde recomendou a segunda dose de reforço ( 4ª dose) para pessoas com 60 anos ou mais na quarta-feira, dia 19....

Saúde

A emissão ocorre depois de nove semanas sem envio de avisos ou alertas no âmbito do Sistema 3As de Monitoramento da pandemia.

Saúde

Pesquisadores da instituição identificaram 23 sintomas após o término da infecção aguda.

Saúde

O molnupiravir é um medicamento antiviral de uso oral

Geral

A publicação também reforça a importância da vacinação contra a influenza, ofertada nos postos de saúde.

Saúde

Nesta semana, ocorreram 49 óbitos, uma média de sete mortes por dia, representando uma estabilidade na semana.

Saúde

Nilson, 56 anos, é motorista do transporte escolar em São Pedro do Sul

Geral

As entidades manifestam preocupação com o "fim abrupto" da emergência.

Geral

Queiroga afirmou que a medida não significa o fim da covid-19.

Saúde

A queda na letalidade está relacionada à vacinação da população.

Saúde

Nesta quarta-feira, 30 de março, foi publicado o Decreto Municipal nº 3.784, que dispõe sobre o uso facultativo de máscara de proteção facial em...