Nossas redes sociais

Digite o que você procura

Geral

Veranistas protestam contra som alto no balneário Passo do Angico

O VW Santana foi recolhido ao guincho e os aparelhos de som foram apreendidos.

O VW Santana foi recolhido ao guincho e os aparelhos de som foram apreendidos.

    Nos últimos dois finais de semana a movimentação de banhistas foi intensa nos dois balneários.

O aumento dos casos de Covid-19 e as exigências de se manter o distanciamento social para evitar a proliferação do novo coronavírus nos feriados de fim de ano, não afastaram o público nos balneários Passo do Julião e Passo do Angico, onde o movimento de banhistas foi intenso nos dois últimos finais de semana.

Além das aglomerações de pessoas, no balneário Passo do Angico moradores estão protestando contra a falta de sossego causada pelo som alto de veículos – ou até mesmo em algumas casas – principalmente durante a noite e no início da manhã. “Terra sem lei, sem ordem, onde tudo pode”, publicou nas redes sociais o servidor público Marcos Rigão sobre um grupo de pessoas que estavam com o carro estacionado a beira do rio, ligado em alto volume  as 6h da manhã do domingo (03). “Quer descansar tirar suas férias fica em casa, vai descansar melhor. Aqui não se tem sossego”, alertou Rigão.
Já um morador, que preferiu não se identificar, informou a reportagem do portal Gazeta Hoje que os veranistas que possuem casas no balneário, estão organizando um movimento para ir as autoridades pedir providências. “Vamos ao prefeito, ao promotor e onde for necessário, não só em razão da pandemia, o barulho aqui está insuportável, afirmou.
Apreensão de veículo:No inicio da madrugada do domingo, dia 3, por volta da 1h30, o fone 190 da BM recebeu denúncias de que um veiculo Volkswagen Santana, de cor branca, estaria com o volume bem acima do normal, perturbando o sossego no Passo do Angico. Os policiais chegaram no local indicado e encontraram o veiculo com o porta malas aberto e duas caixas de som ligadas. O carro foi recolhido ao guincho e os aparelhos de som foram apreendidos. Foi confeccionado um Termo Circunstanciado  para o proprietário que será encaminhado ao Fórum de São Pedro.
O que diz o  Código de Trânsito Brasileiro (CTB): usar no veículo equipamento com som em volume ou frequência que não sejam autorizados pelo CONTRAN é infração grave com multa de R$ 195,23, além de gerar cinco pontos na CNH (Carteira Nacional de Habilitação), sujeito a retenção do veículo para regularização.

[ID do metacontrolador=”6167″]

Leia também