Nossas redes sociais

Digite o que você procura

Colunistas

LEI DE IMPROBIDADE ADMINISTRATIVA – CORRUPTOS EM FESTA

O processo de desmonte dos mecanismos legais contra a corrupção está acelerado. O STF junto com o Congresso Nacional, descaradamente, estão modificando a legislação e criando jurisprudência para proteger os corruptos brasileiros!

É um descalabro! Os parlamentares e os ministros da suprema corte perderam completamente o pudor e a vergonha. Os brasileiros, perplexos, estão inertes e não reagem!

A Câmara dos deputados acaba de aprovar, em regime de urgência, modificações profundas na Lei de improbidade administrativa aprovada em 1992 com o objetivo de conter o mau uso dos cargos públicos. 408 deputados votaram a favor, apenas 67 votaram pela permanência da lei original; Significa que a grande renovação que os eleitores promoveram nas eleições de 2018 de nada adiantaram, a maioria dos novos deputados foram cooptados pelo SISTEMA aliando-se à velha política do toma-lá-dá-cá, dos conchavos, da defesa dos interesses deles próprios.

As alegações dos deputados, para as modificações aprovadas, são para evitar o excesso de penalizações incidentes sobre administradores públicos honestos e de boa fé, que estariam se afastando da vida pública, temerosos de serem responsabilizados por atos de gestão, quando por supostos desconhecimentos de imposições legais viessem a praticar equívocos no exercício do cargo.

Isso é uma falácia sem fundamento! As pessoas de bem sabem quando estão cometendo uma irregularidade, mesmo não conhecendo a fundo a lei, faz parte do seu caráter.

Alegam ainda que estas modificações vão proteger principalmente prefeitos em primeira gestão que não estariam preparados para entender e cumprir toda a legislação.

Agora o projeto vai para o senado, onde com certeza, será aprovado pela grande maioria dos senadores; Em seguida irá para a sanção presidencial, que não terá coragem de vetar a lei para não criar atritos com o Congresso, porque sabe que os congresso derrubará o veto, e porque o próprio executivo tem interesse nessas mudanças.

O STF acabou com a LAVA-JATO, como consequência a grande maioria dos presos e condenados naquele processo estão conquistando sua liberdade. Dia 23.06 o STF ratificou a decisão que considerou Moro suspeito nos 4 processos contra Lula; Agora Lula está completamente livre e inocente e pode ser candidato em 2022. Novos processos contra Lula terão que iniciar do zero, as provas usadas na lava-jato estão todas invalidadas.

O STF tem centenas de processos de corrupção contra políticos engavetados que simplesmente não julga! Tem processos engavetados há décadas. Em contrapartida também tem muitos processos no senado contra ministros do STF que também ficam engavetados; Os dois poderes se auto-protegem, é um conluio perverso entre congressistas e ministros do STF.

Com o fim da lava-jato e as mudanças na lei de improbidade administrativa os políticos, incluindo aí as três esferas de governo, União, Estados e Municípios, parte do judiciário, além de grandes empresários e altos executivos do setor público estão eufóricos, conseguiram aquilo que almejavam, A IMPUNIDADE, agora instituída legalmente numa trama ousada e sem-vergonha entre os três poderes.

O poder judiciário poderia ser extinto!  Se for só para condenar ladrão de galinha não precisaria existir! Podemos definir Isso tudo como a suprema safadeza de uma classe política podre, desonesta, sem-vergonha e nojenta! Pobre Brasil e pobres brasileiros! Se o povo não reagir, a corrupção vai liquidar com as nossas esperanças e o nosso futuro.

Contatos: laskesemilto@gmail.com

[ID do metacontrolador=”6167″]

Leia também