Nossas redes sociais

Digite o que você procura

Saúde

Casos de covid-19 têm estabilidade e mortes caem 11% no país

Em São Pedro do Sul, 38,12% da população já recebeu a primeira dose da vacina.

Os novos casos de covid-19 tiveram alta de 3%, o que o Ministério da Saúde considera estabilidade. É o que mostra o novo boletim epidemiológico do Ministério da Saúde, que analisa a Semana Epidemiológica (SE) 22, de 30 de maio a 5 de junho. Na Semana Epidemiológica 22 foram confirmados 435.825 novos casos, contra 424.161 na semana anterior. A média móvel de casos (total no período dividido por sete dias) ficou em 62.261.
O resultado da SE 22 mostra uma retomada do crescimento da curva de casos após uma queda na semana anterior. A redução dos novos diagnósticos positivos de covid-19 foi iniciada em março, com um aumento na SE 13.
Os boletins epidemiológicos do Ministério da Saúde sobre o Coronavírus reúnem a avaliação da pasta sobre a evolução da pandemia, considerando as semanas epidemiológicas, tipo de mediação empregada por autoridades de saúde para essas situações. A semana epidemiológica é um recorte temporal adotado por autoridades de saúde para analisar esses movimentos.
Já as novas mortes tiveram redução de 11%. Na Semana Epidemiológica 22, as autoridades de saúde confirmaram que 11.474 pessoas não resistiram à covid-19, enquanto na semana anterior o boletim epidemiológico do Ministério da Saúde trouxe 12.849 óbitos.
O resultado representa uma continuidade na trajetória de queda na curva de óbitos, após uma estabilização e redução nas semanas anteriores. A média móvel de mortes na SE 20 ficou em 1.639.

São Pedro do Sul
Do início de junho até a sexta-feira, dia 11, foram notificados pela Secretaria Municipal de Saúde 150 novos casos do covid-19 e um óbito. O total de moradores que positivaram para o vúrus desde o inicio da pandemia chegou a 1.633 pessoas, com 30 mortes relacionadas a doença. Ainda de acordo com o último Boletim Epidemiológico, 13 moradores estão internados em hospitais, destes quatro estão em UTIs e nove em leitos clínicos. 110 pessoas estão infectadas em tratamento e 272 em monitoramento. A vacinação da primeira dose no município ja alcançou 6.157 pessoas, 38,12% da população de 16.148 habitantes. 2.379 pessoas já receberam a segunda dose do imunizante.

Estados
Oito estados tiveram incremento de casos na Semana Epidemiológica 22, sete ficaram estáveis e 11 mais o Distrito Federal tiveram redução. As principais altas se deram em São Paulo (35%) e Roraima (27%). Já as quedas mais intensas ocorreram no Amapá (-36%) e Rio Grande do Norte (-28%).
Quando consideradas as mortes, foram sete os estados com crescimento das curvas, enquanto quatro mais o DF ficaram estáveis e 15 registraram menos óbitos em relação ao balanço da semana anterior. Os aumentos mais expressivos aconteceram no Rio Grande do Norte (40%) e Amazonas (37%). As quedas mais efetivas foram registradas em Roraima (-52%) e Paraná (-27%)

Mundo
A Índia foi novamente o país com mais novas mortes, com 20.787 novos óbitos na semana epidemiológica 22. O Brasil mantém a 2ª colocação, com 11.474 mortes. Em seguida vêm México (5.303), Argentina (3.759) e Colômbia (3.675). Quando considerados números absolutos desde o início da pandemia, o Brasil segue na 2ª posição, com 472.531 óbitos, atrás dos Estados Unidos (597.377). Quando consideradas as mortes por 1 milhão de habitantes, o Brasil fica na 7ª colocação.
A Índia também é a campeã em novos casos, tendo 914.539 na semana analisada. O Brasil ocupou a 2ª colocação no ranking de casos, seguido pela Argentina (206.761), Colômbia (183.956) e Estados Unidos (102.207). Na comparação em números absolutos, o Brasil fica na 3ª posição, atrás dos EUA (33,3 milhões) e Índia (28,8 milhões). Na comparação proporcional, por 1 milhão de habitantes, o Brasil ocupa a 21ª posição. (Com informações e foto da Agência Brasil).

Leia também

Geral

Em função de um pico de contágio por covid-19 observado no Estado, o governo emitiu, pela quarta vez consecutiva, Avisos para todas as 21...

Geral

A média móvel de casos de covid-19 chegou a 30.487 notificações diárias, maior número desde 26 de março, segundo o painel de dados Monitora...

Geral

O Comitê Científico do Estado de São Paulo recomendou a volta do uso de máscaras em estabelecimentos fechados. A medida não é obrigatória, exceto...

Geral

Em abril, a Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) Minas alertou para a importância da dose de reforço em todas as pessoas.

Saúde

A diretora do Hospital Municipal Dr. Getuinar Davila do Nascimento (HMGDN) em São Pedro do Sul, Cristiane Gallina, o médico regulador da secretária de...

Geral

As farmacêuticas Pfizer e BioNTech disseram, nesta segunda-feira (23/5), que três doses de sua vacina contra a covid-19 geraram forte resposta imune em crianças...

Saúde

O Ministério da Saúde recomendou a segunda dose de reforço ( 4ª dose) para pessoas com 60 anos ou mais na quarta-feira, dia 19....

Saúde

A emissão ocorre depois de nove semanas sem envio de avisos ou alertas no âmbito do Sistema 3As de Monitoramento da pandemia.

Saúde

Pesquisadores da instituição identificaram 23 sintomas após o término da infecção aguda.

Saúde

O molnupiravir é um medicamento antiviral de uso oral

Geral

A publicação também reforça a importância da vacinação contra a influenza, ofertada nos postos de saúde.

Saúde

Nesta semana, ocorreram 49 óbitos, uma média de sete mortes por dia, representando uma estabilidade na semana.

Saúde

Nilson, 56 anos, é motorista do transporte escolar em São Pedro do Sul

Geral

As entidades manifestam preocupação com o "fim abrupto" da emergência.

Geral

Queiroga afirmou que a medida não significa o fim da covid-19.

Saúde

A queda na letalidade está relacionada à vacinação da população.

Saúde

Nesta quarta-feira, 30 de março, foi publicado o Decreto Municipal nº 3.784, que dispõe sobre o uso facultativo de máscara de proteção facial em...